Carivaldo e o Ciosp

O jogo entre Riachuelo e River Plate, no Estádio Francisco Leite, demorou cerca de dez minutos para ser iniciado, por falta de policiamento. E eu, em casa, imaginando uma conversa do presidente da Federação Sergipana de Futebol, Carivaldo de Souza, com um atendente do 'eficiente' Centro Integrado de Operações em Segurança Pública, o Ciosp:

Carivaldo – Alô?
Atendente – Ciosp, boa tarde!
Carivaldo – Eu gostaria de alguns policiais aqui no Estádio Chico Leite, em Riachuelo...
Atendente – Senhor, qual é a distância do estádio até o posto policial mais próximo?
Carivaldo – Como vou saber?
Atendente – Mas é preciso, senhor, senão como vou deslocar a viatura com a quantidade de combustível adequada?
Carivaldo – Olha, eu sei que de Aracaju para Riachuelo são 31 quilômetros..
Atendente – De asfalto ou estrada de chão, senhor?
Carivaldo (meio irritado) – ASFALTO!
Atendente – Certo senhor... qual é a cor do muro do estádio?
Carivaldo (muito irritado) – EU SEI LÁ! EU NÃO SOU JOGADOR NÃO, SOU O PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO! ESTOU EM ARACAJU!
Atendente – Mas senhor, sem identificar o estádio não tenho como mandar a viatura...
Carivaldo (aos berros) – TÁ! TÁ! DEIXA PRA LÁ!!!!!

Não entendeu? Clique aqui.

Comentários

Fantástico... Bela ilustração da segurança pública e do futebol daqui. Parabéns.
joão áquila disse…
polícia e futebol: série D em Sergipe

Postagens mais visitadas deste blog

A síndrome do chifrudo imaginário

Quero ser médico do Detran!

Gordo na academia