Eis aqui a grande invenção da internet! A inimaginável fusão do boteco, ponto de discussões filosóficas e nascedouro das soluções para todos os problemas políticos, econômicos e sociais do mundo, com o hospício, furna da mais pura sinceridade, livre das convenções, amarras e obrigações sociais. Coerências ou devaneios, tudo vale. Tudo é possível. Portanto, seja bem-vindo! Entre, sente, tire a camisa de força e tome mais um gole, sem pressa para pedir a saideira.

segunda-feira, dezembro 21, 2009

O ano do Saci e da Cuca

Quando o Amaral Cavalcante, editor do Folha da Praia, ligou-me pedindo uma previsão para o futebol sergipano em 2010, aceitei o ‘desafio’ com aquele sorrisinho de canto de boca, típico de quem tem a certeza da vitória. Afinal, não é preciso ser a Mãe Dinah para prever o futuro do esporte bretão na terra do Motinha. Cartas, búzios, tarô, bola de cristal, Fala que Eu te Escuto, dízimo, nada disso. Diante de tamanho amadorismo, desleixo, irresponsabilidade por parte de quem faz o nosso futebol ou deixa de apoiá-lo, não titubeio em dizer que 2010 será igualzinho a 2009, 2008, 2007 e por aí vai.
Antevejo um novo ano repleto de velhos problemas. Arquibancadas vazias, dirigentes desorganizados, empresários desinteressados, jogadores com salários em atraso etc.etc. etc. O Confiança já contratou quase um caminhão de atletas desconhecidos; o Sergipe alguns outros; o Itabaiana viajou em pré-temporada para a Chapada Diamantina, numa tentativa de desintoxicar, mas isso não muda muita coisa. O filme tragicômico do Campeonato Sergipano, caro Amaral, será repetido, eu garanto.
O regulamento, sempre feito ‘nas coxas’ pela Federação, corre sério risco de apresentar inconsistências de datas ou regras obscuras. Normal. No âmbito nacional, as probabilidades de ascensão de um time sergipano, infelizmente, são remotas. Mas ainda vale uma fezinha, já que faz parte do ritual de um verdadeiro torcedor jamais curvar-se em desistência. Se o dinheiro do Confiança continuará ‘guardado’ em caixas de sapato, à disposição dos gatunos, confesso que tenho minhas dúvidas, mas prefiro acreditar que não, até porque qualquer centavo para um futebol à míngua é lucro.
Não obstante a mesmice, atenção: graças ao futebol sergipano, 2010 pode acabar se transformando em um ano cabalístico para a literatura brasileira, já que o Saci, quem diria, está prestes a unir forças com a Cuca. Caso isto de fato ocorra, o Monteiro Lobato que me perdoe, mas o Sítio do Pica Pau Amarelo não será mais o mesmo.
Saci, o Robson, atacante revelado pelo Sergipe e com passagens por equipes como Santo André e Fluminense de Feira, está de volta ao Estado, desta vez para vestir a camisa do Confiança. Se cumprir direitinho seu papel de matador, terá como aliada a Cuca do João Hora, bruxa horripilante que vive a deixar a casa do alvirrubro de pernas para o ar, e não é de hoje. Sorrateira, a Cuca vetusta – que pelo tempo já não deve apresentar mais os cabelos loiros da versão do Lobato, emperra o crescimento do Mais Querido e acaba sendo forte aliada do Dragão do Bairro Industrial. Não tem jeito. Ainda que existam homens de boa vontade no Sergipe, ninguém consegue pegar a danada.
É impressionante, mas quando tudo parece começar a melhorar no Vermelhinho, de repente desanda. Foi assim nos anos anteriores e, pelo visto, será também em 2010. Quem é o grande culpado? Para mim é a Cuca. E reparando bem, ela tem aparência de jacaré, que por sua vez deve ser parente distante de quem? Do Dragão!

3 comentários:

Marcos Cabidelli disse...

Farei um comentário a altura de sua, ilária, mas convicente previsão.
"kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk," pera aí: "kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
A cuca vai te pegar... abs

Força da palavra disse...

Eu prefiro acreditar que o meu Confiança vai fazer bonito na série D. Aliás, D de desejo, desânimo, desventura, doideira, desespero, dilema, dor, e por que não, devaneio.

Anderson Ribeiro disse...

"D" de Deus nos acuda também, Gilson. Sofra com Confiança! Vamos ao texto. Previsão perfeita, Müller, esse futebol sergipano é mesmo de dar raiva a quem vai ao campo fazer cobertura. Torcer é uma paixão, como o Gilson já deve saber, mesmo sofrendo. Mas pra quem vai trabalhar... nossa! E o que deve acontecer é o mais do mesmo, do mesmo, do mesmo.