Eis aqui a grande invenção da internet! A inimaginável fusão do boteco, ponto de discussões filosóficas e nascedouro das soluções para todos os problemas políticos, econômicos e sociais do mundo, com o hospício, furna da mais pura sinceridade, livre das convenções, amarras e obrigações sociais. Coerências ou devaneios, tudo vale. Tudo é possível. Portanto, seja bem-vindo! Entre, sente, tire a camisa de força e tome mais um gole, sem pressa para pedir a saideira.

sexta-feira, dezembro 18, 2009

?????????????????????


Por que tantos porquês?
Por quê?
Qual o porquê das regras fúteis?
Porque sou incompreensível?
Senhores gramáticos:
Vão à merda.
Ou vão a merda!!!

4 comentários:

Anônimo disse...

Cada por quê tem a sua função e significado meu caro Àlvaro. E não são apenas regras ou meras porqueras...viva a pluralidade de sentidos de nossa língua. É isso que faz dela uma das mais ricas. Abraço Muller!

Thiago Barbosa

Álvaro Müller disse...

Barbosa, a nossa língua é rica, mas também é burocrática. Precisa se modernizar um pouquinho (na minha modesta opinião, é claro). E muitas vezes os padrões acabam engessando as formas de expressão.. vócê é muito jovem para pensar como um Pasquale, rapaz!!!
Abraço.

Anderson Ribeiro disse...

Instante EMO, Alvinho? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

joão áquila disse...

porque, por que, porquê ou porque estou comentando este post? Num sei escrever...