SAI DA FRENTE!!!


Quem dirige a sessenta por hora em toda a extensão de Aracaju? Não sejamos hipócritas! Eu, sinceramente, prefiro frear em cima do radar e ainda atribuo o rótulo de besta ou desocupado a quem segue a risca a velocidade máxima permitida. Aliás, chego até a apostar que tem mais besta do que desocupado ao volante, subindo e descendo pela cidade.
Vou fundamentar, é claro. Pra início de conversa, uma estranha mania acomete alguns motoristas aracajuanos: eles adoram andar a passos de tartaruga pela pista da esquerda. Gente... Logo que tirei a minha habilitação, lá pelos idos de 1996, recebi a informação de que o correto é seguir pela direita, já que toda e qualquer ultrapassagem se faz obrigatoriamente pela esquerda. Será que a lei mudou? Duvido muito. Mas também, se não mudou, a essa altura do campeonato pouco importa. Os 'motorantas' de Aracaju – metamorfose não muito rara, resultante do cruzamento entre um motorista e uma anta – mudaram por conta própria mesmo. E o resultado dessa anomalia do trânsito é uma fila interminável de carros lentos pela esquerda, pela direita naturalmente, e alguns mais apressados ziguezagueando feito loucos para chegar ao destino certo, na hora certa. Muitos destes, como eu, precisando driblar as lesmas do asfalto para não perder o emprego.
E nem adianta sinalizar pedindo passagem, viu! Dar jogo de luz? Tem jeito não, meu fio, desista. Você gasta sua lanterna, o seu farol, a sua buzina, a sua paciência, e o motoranta segue ali, impassível. Você passa meia hora entre sinais e buzinadas e o cara muitas vezes nem vê, ou, quando vê, resmunga cheio de razão. Te chama de mal educado e, em alguns casos, até reduz a velocidade só de pirraça. Errada é a bíblia. Você, coitado, quando cai em si, percebe que está berrando sozinho, com as veias do pescoço estufadas, punhos quase roxos de socar o volante, xingando meio mundo, com a cabeça doendo de raiva, tirando fino em tudo quanto é carro na angústia para sair do lugar, prestes a jogar a pressão e a glicose nas alturas, etc. e tal. E o desgraçado sempre passeando à sua e frente, de boa. Ah, sim! E se te der uma caganeira em meio à procissão dos quatro rodas, pare no posto ou no matagal mais próximo. Dessa forma você evita maiores constrangimentos e não é obrigado a desembolsar uma boa lavagem de bancos, que hoje custa seus quinze, vinte reais ou mais.
Acho que se os motorantas fossem extintos, nós estaríamos meio livres da agonia. Isso mesmo. M-E-I-O L-I-V-R-E-S. Para alcançar a plena liberdade no trânsito de Aracaju e a paz espiritual, teríamos ainda de matar os condutores 'meio lá, meio cá', os indecisos e inseguros que fazem das faixas de circulação uma espécie de guia. Não andam pela direita, nem pela esquerda: andam exatamente pelo meio, como se seguissem a linha pontilhada no chão para não se perder. Será este estágio inicial da vida de um motoranta? Não sei. A minha única certeza é a de que a incidência deste tipo ou estágio de aberração é bem menor. Em compensação, o transtorno para quem tem pressa é infinitamente maior, afinal, com um carro metade na esquerda, metade na direita, só mesmo esperando uma terceira faixa, se houver, para fazer a tão sonhada ultrapassagem.
Por fim, a última grande praga do trânsito aracajuano: o daltonismo coletivo. Se o Código de Trânsito ainda é válido para todo o país, se não sofreu alterações, pelo menos, desde quando me tornei motorista, há quase treze anos, o sinal amarelo funciona como um aviso de “ATENÇÃO” e não de “PARE”. Ora, então porque açguns dos nossos condutores freiam justamente no amarelo? Só podem enxergar vermelho! A essa altura do texto você pode até estar achando graça. Parece brincadeira, né? Mas a coisa é séria. Já perdi as contas do número de acidentes que vi nessas circunstâncias. O sujeito, bom motorista até, vem tranqüilo, feliz, cantarolando a música do rádio, quando de repente o sinal amarela e o cara à sua frente, praticamente em cima da faixa, resolve brecar de vez: CRASH! PRAAAAAA!
Bem que o Detran poderia deixar um pouco de lado aquelas propagandas sem graça e de interpretação pífia sobre datas de licenciamento e se ater a um trabalho mais educativo, específico para os motorantas, os meio lá, meio cá e os daltônicos. Uma campanha mais contundente e provocativa, do tipo:

SUGESTÃO 1:
“QUER UM MONTE DE CARROS ATRÁS DE VOCÊ? MORRA!
CERTAMENTE ELES ESTARÃO NO CORTEJO DO SEU FUNERAL”;

SUGESTÃO 2:
“ANDE NA DIREITA OU NA ESQUERDA. MAS NÃO ANDE NA FAIXA.
PELO MENOS ATÉ PINTARMOS A FAIXA DOS IMBECIS (Ops! INDECISOS)”

SUGESTÃO 3:
NÃO CONFUNDA “ATENÇÃO” COM “ATRAÇÃO”
HÁ OUTRAS FORMAS DE ALGUÉM ENTRAR NO SEU FUNDO. NÃO PRECISA BRECAR NO AMARELO.

Certamente isso evitaria muitos acidentes e, é claro, me deixaria muito mais alegre, desestressado, ainda mais orgulhoso de viver na capital do trânsito mais tranquilo do Brasil.

Comentários

Thiago Barbosa disse…
Sugestões bem sugestivas redundanticamente falando! Boa Alvinho, Aracaju precisa de motoristas como eu...posso ser, basta financiarem minha carteira como prometeram hahaha brincadeirinha grande abraço!!!!!!!!
Anderson Ribeiro disse…
Thiago, o fato de você ser o motorista, não livra a quem esteja ao seu lado de xingar todas as gerações passadas e futuras. Eu, por exemplo, era o maior xingador de motorantas quando morava aí. Esses fdp que ficam passeando pelo lado esquerdo e outros tantos que não sabem pra que lado ir. Nem eu que não sei o que é direita e esquerda. hehehehehe. Boa Alvinho. Já tava na hora de atualizar!
Anônimo disse…
Esse negócio de amarelo, nada haver alvilão, anta é o otário que passa no meio do amarelo em uma cidade infestada de radares e que no final do mês recebe uma pequena multa de 200 reais para pagar.

Outro problema é que em muitas partes de Aracaju é insustentável andar na direita já que sempre existem carros estacionados transformando a rua/avenida em uma só faixa.

Quanto a ficar com raiva, eu fiz um experimento que está dando muito certo, tb ficar verde de raiva socando o ar, mas descobri que saindo 10 minutos mais cedo de manhã que o normal esse problema foi resolvido.

No resto eu concordo, principalmente quanto aos motoristas seguidores de linhas pontilhadas.


Ass: Don Diego.
Anônimo disse…
Reconstruindo o 3° parágrafo:

Quanto a ficar com raiva, eu fiz um experimento que está dando muito certo, tb ficava verde de raiva socando o ar com minha impaciência, mas consegui resolver esse problema saindo 10 minutos mais cedo do que o normal(antes os 10 minutos do que o meu coração).
Andre disse…
Grande Álvaro,

Muito boa a questão levantada.
Mas acho que muito da culpa da lentidão da esquerda são os retornos que ficam à esquerda. Nas grandes cidades, este tipo de retorno é em forma de U: dobra à direita,, depois à esquerda, depois à esquerda de novo, passando para o outro lado da pista em um sinal. Em Aracaju eles enchem de retorno à esquerda (Ex: Hermes Fontes), causando lentidão no trânsito e acidentes. Conclusão: temos uma SMTT despreparada, que desconhece as soluções de trânsito dos grandes centros urbanos. Aliás..Existe Engenheiro de Tráfico em Aracaju? Eu acho que não...Gande abraço! André Ramos
Clarissa disse…
Essa de andar com o carro em cima da linha pontilhada só deve existir ai rsrsrs. Pior é eu já ouvi até uma justificativa tipo "Olha, essa linha é pro motorista se guiar... A linha tem de ficar certinha o meio do carro, eu aprendi a medir pelo limpa vidro". Um clássico da cultura sergipana que merece uma boas risadas! A proposito... Logo logo isso entra em no quadro de curiosidades nas tvs dos ônibos daqui... rsrs. Beijos!!
Guilão disse…
Man, não tenho nada contra quem anda no limite de velocidade, até porque lei é lei e é nossa obrigação respeita-la, embora eu sempre frei na hora. Não posso culpar as pessoas que andam certo. O problema foi bem exposto, os condutores precisam entender que o lado de velocidade é o da esquerda e que eles são obrigados a dar a passagem a quem vem com maior velocidade. Agora realmente o que mais me irrita no trânsito é o motorista divisor de faixas e o pior é que você emite vários sinais para o cara sair da frente e nada. Reciclagem para todos.

Guilão
Caroline Marinho disse…
Olá Alvinho. Muito bom seu texto. Acredita que senti falta de lê-lo antes? Uma das coisas que me estressas - e muito - no trânsito são aqueles condutores que, do nado, freiam para entrar à esquerda em alguma rua e só dão a seta quando já estão fazendo a curva. A quem eles vão alertar dessa maneira só eles sabem porque quem vem atrás, nessa altura do campeonato, ou já desviou apressadamente ou então teve a traseira de seu carro amassada. Outros admiráveis motoristas são os de ônibus - os taxistas nem preciso comentar. Quando passamos pelo DIA quase que somos obrigados a fazer o retorno junto com os ônibus ou então batemos o carro porque os motoristas jogam o ônibus na sua frente querendo fazer o retorno para entrar no terminal. Esperar o carro à sua frente passar é demais para eles...
O Presidente disse…
Sobre isso de não saber andar nas faixas corretas reclamo há muito tempo, sugiro passarem um mês na capital e todos os dias irem dirigir na Av.Paralela. Temos 3 faixas e se 1 motorista ficar com o carro sobre as linhas pontilhadas teremos então somente 2 faixas disponiveis para o trafego.

Outra coisa,vá pra BR ou Linha Verde. Se vc vir um carro trafegando a passos de Tartaruga, pode se aproximar e constatar que a placa é de Sergipe. Prefiro mil vezes dirigir nas estradas do que dentro da cidade. Apodi (JOK 9170) tá na área e saia da frente PORRA!
Anônimo disse…
Então vai morar em Salvador presidente, um motorista estressado a menos em Aracaju só fará bem a cidade.

E vcs de Salvador sabem com é a sexta-feira lá, apenas uns 30 acidentes pela noite; vc sai de casa já desviando das batidas. Lembrem-se que a culpa da batida nem sempre será sua e nem sempre o cara que fez a merda terá dinheiro para te pagar.

ASS Don Diego.
Anônimo disse…
kkkkkkkkkk....concordo com quase tudo...em especial com os motoantas...eu sou um exemplo de motorista desabilitada! dirigir, dirigo e muito bem..o que me falta é a carta...agora pergunto...como um monte de anta conseguiu a carta e eu não...?
so pra contrariar e refletir ! disse…
Ai, pra motoristas do seu tipo coloquei no fundo do meu carro um adesivo que mandei fazer : "Se encostar , eu freio ! ", queria ver voce aqui . Acontece que quem quer chegar no horário deve sair cedo de casa e não em cima da hora todo dia e ficar agora culpando os pobres motoristas, que estão a admirar a beleza da cidade!! Ah ! Ah! Alem do que , que culpa tem voce se a cidade inteira é de duas ´pistas apenas, vem pra ca a Av.Brasil tem quatro em algumas locais, vc pode escolher e a velocidade MINIMA é 80 KM . agora aproveite e tambem veja o indice de acidentes ! quem será que esta certo ???????
Álvaro Müller disse…
Meus caros, algumas considerações:

1 - "Quem quer chegar cedo deve sair cedo de casa..". Isso é muito bonito pra quem estuda pra concurso ou é servidor público. No meu caso, até um dia desses tinha 30 ou 40 minutos pra sair de um trabalho e chegar a outro. Muitas vezes não dá nem pra almoçar. Além disso, o horário da minha saída não dá a ninguém o direito de dirigir de forma errada e emperrar o trânsito. Mesmo que tenha todo o tempo do mundo, não mereço um barbeiro na fila da direita. Diga-se de passagem, eu não critiquei em nenhum momento a pouca velocidade. Quer andar devagar? Ande. Mas na pista apropriada paa isso!!!! Enfim, o foco do texto não é o tempo, mas sim o comportamento do motorista;

2 - Os radares estão nos semáforos para multar quem passa no vermelho, gente!!! Motorista tem que saber calcular tempo e espaço, e não frear quando o sinal fica amarelo e ele já está em cima da faixa! Aí é pedir pra se envolver em uma batida. Eu canso de passar no sinal amarelo e nunca recebi uma multa.

3 - Prefiro mil vezes o trânsito de Aracaju ao de Salvador. Lá os engarrafamentos são quilométricos e os motoristas, em sua maioria, irresponsáveis. Mas como moro aqui, vou cantar a minha aldeia. Os soteropolitanos que pensem nos problemas deles.

Abraços a todos!!!
Álvaro Müller
O Presidente disse…
Me interpretaram mal. O transito daqui é proporcionalmente tão chato quanto o de SSA. Aqui é pela lentidão e por não saberem usar as faixas.Mas as distâncias são menores. Em SSA é a barca gerando em alta e as 'roubadinhas'. Dança-se o ritmo que a banda toca pessoal.Pelas distâncias serem menores gasto menos gasolina aqui,meu poder de compra aumenta e não temos a violência de SSA.hehe

Outra coisa:em Aracaju e só aqui vejo isso de parar o carro em fila dupla, largar o carro e pisca alerta ligado!!! Fico retado com isso tb. Um abraço a todos do PRESIDENTE (O UNICO). Tem um outro aí que é de Ciudad del Este
Paty Lobão disse…
Concordo com algumas coisas do texto,mas o que melhoraria e muito seria um Engenheiro de Trânsito para reorganizar toda Aracaju.Porque,por exemplo, a crítica à linha pontilhada faz sentido mas vc já viu como são as faixas nas nossas avenidas de "3" vias???????
Agora um comentário:"Esse povo de Alagoinhas fica falando mal de Aracaju,mas num larga o osso"!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Alvaro é um sabotador. Roubou este artigo da minha cabeça. Concordo e assino embaixo em tudo. Haja paciência Senhor, haja paciência...
Anônimo disse…
Realmente esses desocupados servidores públicos e estudantes de concurso não tem muito o que fazer mesmo e possuim bastante tempo de sobra pra fazer tudo, temos de pedir desculpas aos nobres trabalhadores apressados e extremamente atarefados que não podem perder 5 minutos de sua cansativa e estressante vida(interessante é que quem tem tanta pressa mora na praia, distante de quase-tudo). Álvaro está certo mais uma vez, como é de praxe. Boa sorte a todos e pé fundo no acelerador!!!

ASS Don Diego.
Anônimo disse…
Abraços a todos, inclusive aos aspirantes a Michael Shumacher.

"possuem"
Billylino disse…
Bora Alvilãoooo!!!
Engarrafamento no Barradão é putaria, se não tiver ar, fudeu!

Transito é ruim em qq canto. Por aí são motoantas, em Salvador, engarrafamento pácaraio e nos interiores, as nisgraças de mototaxi, carroças, idosos e afins... é foda!
Gilson Sousa disse…
Boas observações... concordo com quase tudo. Um abraço.
gilson sousa
Clarissa disse…
Engarrafamento? Alow! Engarramento é o que existe aqui em São Paulo!

Quando ta muito calor engarrafa, quando cai duas gotas do céu também engarrafa. Eu ando com um kit engarrafamento na bolsa: um bom livro e o meu celular para escutar a velha FM. Qualquer coisa que você vá fazer durante o dia tem de incluir o horário que você vai gastar no trânsito. E como se não bastassem os carros, confiram este link http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1047273-5605,00-TEMPORAL+FAZ+PLATAFORMAS+DO+METRO+FICAREM+LOTADAS+EM+SP.html

Queridos, seja Aracaju ou Salvador, aí ainda é um paraíso!
Anderson Ribeiro disse…
Cadê os NOVOS textos? agora só entro aqui pra acessar o kibeloco. Vc pode dizer: e pq não linca no seu blog? Respondo: Pretexto pra passar por aqui na esperança de ter 'coisas' novas. hehehehe.

Postagens mais visitadas deste blog

A síndrome do chifrudo imaginário

Quero ser médico do Detran!

Gordo na academia